Notícias
HomeNotíciasBate-papo com Jorge “Malvadão” da equipe Kamicarve

Bate-papo com Jorge “Malvadão” da equipe Kamicarve

O atleta conquistou a primeira etapa do Radicais da Ilha 2008 – Carveboard

Após a primeira etapa do Brasileiro de Carveboard, o chamado “Radicais da Ilha”, sempre realizado na ladeira do Ilha Porchat, em São Vicente/SP, o atleta Jorge Malvadão, da “imbatível” equipe local “Kamicarve”, já demonstra ser mais uma vez um dos favoritos para levar o título do circuito 2008.

10a

No ano passado, mesmo levando o caneco da última etapa, o título 2007 escapou por apenas cinco pontos a menos que os 495 somados pelo companheiro de equipe Gustavo “Peixe”.
Mas o cara tem muito mais coisa pra contar. Então fala aê man, o povo quer saber…

DropBoards:
– Malvadão, parece que aquele 13 de abril de 2008 vai ficar pra história. O caneco de 1º lugar do Radicais da Ilha na verdade foi só o começo. Conta melhor essa história desse dia intenso…

Malvadão:
– Realmente foi “show de bola”… Comecei o ano com o pé direito, mas a molecada da Kamicarve, mesmo sendo todos amigos, não dão mole… Consegui sair na frente no circuito e levar um carve zerinho p/ casa! Mas o meu “13 de abril” não foi só isso. A história começa ano passado, quando meu pai ganhou o prêmio “Talentos da Maturidade” oferecido pelo Banco Real, na categoria Música-Vocal e ainda foi escolhido para fazer o comercial de TV para edição deste ano. O filme foi gravado no mesmo dia 13, na praia dos Milionários, em São Vicente, bem ao lado da ladeira do Ilha Porchat… Participou da gravação a família toda: eu, minha mulher, meu filho, minha irmã, sobrinho, cunhado, primos e amigos. Cheguei à praia às 6h00 da manhã para as filmagens e saí às 10h30 p/ o campeonato… Voltei para terminar as gravações às 17h00 com o caneco e cheque na mão, deixando a todos que estavam lá muito felizes e assim finalizando um belo dia. Muito marcante p/ mim esse 13/04/2008!!!

Obs.: O comercial é do Banco Real e está sendo veiculado na Rede Globo de Televisão e em outras emissoras, em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

 DropBoards:
– Você foi o primeiro a utilizar o novo carve DropBoard PRÓ-MTX em competição. O que você achou do desempenho deste equipamento e qual influência teve na conquista do 1º lugar desta etapa?

 Malvadão:
– Com certeza acredito que influenciou na conquista porque a velocidade que você consegue andar no Pró-MTX é maior, com mais segurança e mais firmeza. No começo você estranha, mais depois é só alegria.

 DropBoards:
– Fala aê pra galera que não conhece a “ladeira do Ilha Porchat”, como é essa pista?

 Malvadão:
– Brother, a pista da Ilha pra mim é uma das melhores para treinar. Tem muitas calçadas (rampas e tubos) para manobra e várias opções de drop (avançados e suaves). Também por ser a pista mais estreita que o normal, ela obriga você a manobrar mais, melhorando assim o seu drop. E sem contar a brisa do mar que deixa o “Surf no Asfalto” mais real ainda.

 DropBoards:
– Principalmente nas competições, é visível o surgimento de muitas novas manobras, a maioria com origem no skate downhill. Você acha que o “Surf no Asfalto” que o carveboard proporciona está sendo deixando de lado?

 Malvadão:
– Eu acho que o carve nunca vai perder o “Surf no Asfalto” porque você é obrigado a fazer curvas para acelerar e reduzir, fazendo assim os mesmos movimentos do surf. Agora as manobras que são pontuadas em uma competição são as mais radicais e velozes, fazendo com que nosso foco mude um pouco. Talvez porque quem julga já vê o carve como skate downhill.

 (Malvadão: Agora no último Carving Trip eu e o Rodrigo fizemos 2 drops no Pico do Jaraguá que foram 5km cada drop de puro “Surf no Asfalto” foi o melhor drop que já fiz até hoje. Se fosse em competição será que valeria pontos?)

(Ricardo/DropBoards: Eu pessoalmente acho que é possível fazer uma linha 100% SURF que impressione qualquer juiz. E essa é a “alma” do carveboard! Mas carve também é skate, então manobras de downhill sempre existirão. Por isso sou a favor de termos juízes na maioria surfistas, mas com pelo menos um skatista pra equilibrar).

DropBoards:
– Jorjão, então parabéns pela conquista, pelo “dia perfeito” e obrigado pela conversa!

Malvadão:
– Meu quem tem a agradecer essa conversa sou eu. Muito obrigado DropBoards! Realmente foi um dia perfeito e com essas conversas vamos conseguir chegar a um belo resultado nas competições.
Valeu mesmo e Aloha a todos e vamos dropar !!!!!!!!
Jorge Malvadão

96a

Este post está fechado para comentários.